Deus seja Louvado.
Portuguese Chinese (Simplified) Dutch English French German Hungarian Russian Spanish

Engenharia Ambiental - Saneamento Básico

Água e emprego: você sabe qual influência um exerce sobre o outro? Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), há uma influencia enorme. Nas próximas década, três em cada quatro empregos em todo o mundo dependerão de forma intensa ou moderada da água. O estudo foi realizado pela agência UN-Water, da ONU, e traz dados que afirmam que o acesso à água e o saneamento serão determinantes para o crescimento da economia e geração de trabalho.

No último dia 13 de julho foi comemorado o dia do Engenheiro de Saneamento e para homenagear este profissional, nada mais justo, falar um pouco desta magnífica área de  trabalho. Os profissionais que desempenham atividades ligadas ao serviço de saneamento básico são os que mais reforçam essa conexão. Sua atuação acontece de uma ponta a outra; é tão ampla que vai de um engenheiro que busca soluções técnicas a uma assistente social que orienta a comunidade com boas práticas de consumo.

O engenheiro ambiental pode atuar no projeto e na operação de todo o sistema de saneamento. Redes de captação de água da chuva, sistemas de drenagem e estações de tratamento de esgoto são exemplos de obras/lugares pra trabalhar. A Engenharia ambiental ainda é uma área pouco conhecida para quem não é do ramo. Muitos acham que esta profissão está voltada apenas para plantio de árvores, mas na verdade, a realidade de um engenheiro ambiental é bem diferente. Existem trabalhos nesta área completamente voltado ao saneamento básico, como a supervisão das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE), das Estações de Tratamento de Água (ETA), das Elevatórias de Água Tratada (EAT).

Na Estação de Tratamento de Esgoto, a água que vem das casas ou indústrias passa por um rigoroso tratamento para ser devolvida ao meio ambiente ou reutilizada. Essa é uma das etapas mais importantes do processo, pois garante que os efluentes tenham a destinação correta, evitando poluição de rios e córregos e, consequentemente, contribuindo com a saúde da população. No Brasil, a média nacional de tratamento de esgoto é apenas 40%, o que mostra a necessidade de maior desenvolvimento - e mais empregos - no setor.

Um grande exemplo de atuação do Engenheiro de Saneamento é o planejamento. Esta é uma das etapas que mais envolve profissionais direta e indiretamente. No início de qualquer obra, é necessário realizar o licenciamento ambiental, financiamento, desapropriação e definir o projeto executivo. Feito isso, ainda há a formação da equipe técnica, contratação de mão de obra e fornecedores. 

O futuro

Segundo o relatório da UN-Water, para cada US$ 1 milhão investidos na América Latina em expansão dos serviços de água e esgoto, 100 novos empregos serão gerados diretamente. Para os próximos anos, está previsto um investimento de US$ 1 bilhão no setor na região e se espera que 100 mil empregos diretos sejam criados.

Copyright © 2015 - Faculdade de Pindamonhangaba