Deus seja Louvado.
Portuguese Chinese (Simplified) Dutch English French German Hungarian Russian Spanish

31 de maio - Dia Mundial de Luta Contra o Tabaco

Pode começar com apenas um cigarrinho na hora do café. Mas se a frequência aumenta, o costume pode virar vício e logo se vai uma ou até duas carteiras por dia. A maneira como o hábito de fumar se agrava pode variar, o que não muda é a consequente perda da qualidade de vida e a dificuldade que os fumantes enfrentam para sair da situação. No Dia Mundial de Combate ao Fumo, comemorado em 31 de maio, não há nada mais apropriado do que enaltecer os perigos do tabagismo para a saúde do corpo humano.

O tabagismo é uma das maiores causas de morte no mundo. Só no Brasil, cerca de 200 mil pessoas perdem a vida todos os anos por conta do cigarro, segundo a Organização Mundial da Saúde.

A OMS estima que cerca de um terço da população mundial adulta, ou seja, cerca de 2 bilhões de pessoas sejam fumantes.

Este vício é responsável por mais de 50 doenças graves, entre elas câncer de pulmão, derrame cerebral, enfisema pulmonar e problemas do coração. Algumas podem ser fatais e outras podem causar danos irreversíveis a longo prazo para a saúde, já que a fumaça tem mais de 4,7 mil substâncias tóxicas.

Fumar também pode piorar ou prolongar os sintomas de doenças respiratórias como asma ou infecções do trato respiratório.

E como forma de conscientizar a população sobre os problemas que o cigarro provoca, são realizadas ações globais neste 31 de maio, considerado o Dia Mundial de Combate ao Fumo. A data foi escolhida pela Organização Mundial da Saúde em 1987 como um alerta sobre doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo, e anualmente tem sido lembrada em todo o planeta.

Vamos, por exemplo, analisar a situação dos dados apurados no Brasil. Nada menos que 84% dos fumantes brasileiros se consideram viciados e 96% reconhecem que o cigarro causa danos. A maioria considerou estes pontos, entre outros, como o preço dos cigarros, como estímulos para parar de fumar. Entretanto, 57% dos que disseram ter tentado largar afirmaram que precisariam de ajuda para conseguir.

O Brasil liderou o Tratado Mundial para Controle do Tabaco na América Latina para implementar e promover as medidas no País. Os países vizinhos devem se beneficiar da experiência brasileira no combate ao fumo com o objetivo de largar e reduzir danos. Devemos, assim, aproveitar para centrar nossas estratégias em ações eficazes para regulamentação e desenvolvimento de produtos e pesquisas que funcionem como ferramentas para apoiar os fumantes no desejo de excluir o cigarro de suas vidas.

O Dia Mundial da Luta contra o Tabaco é celebrado anualmente em 31 de maio. Também conhecido como "Dia Mundial Sem Tabaco" ou "Dia Contra o Cigarro", esta data tem o objetivo de alertar os fumantes sobre os perigos do tabagismo e para os benefícios de uma sociedade livre de cigarros.

download 1

Copyright © 2015 - Faculdade de Pindamonhangaba