Deus seja Louvado.
Portuguese Chinese (Simplified) Dutch English French German Hungarian Russian Spanish

FUNVIC tem boa participação na 53ª edição do Tour da Turquia

A Funvic-Brasil Pro Cycling, de São José dos Campos, encerrou neste domingo (15), sua participação na 53ª edição do Tour da Turquia, competição World Tour que reuniu quatorze equipes na disputa de seis etapas.

O time comandado pelo diretor Benedito Tadeu Júnior e pelo técnico Francisco Manzo, teve uma boa atuação durante a competição, atuação essa que poderia ter sido melhor ainda se não fosse as diversas quedas que envolveram ciclistas da equipe.

Já na primeira etapa, faltando cerca de 1,5 km para o final da etapa, uma queda generalizada tirou a chance do grupo de levar Roberto Silva para o sprint final.

Nas demais etapas houveram novas quedas, como no quinto dia que acabou tirando Victor Ranghetti da prova. Na mesma etapa, Flávio Santos, Murilo Affonso e Roberto Silva também se envolveram em uma queda e acabaram terminando a etapa bem depois do pelotão, junto com mais dois ciclistas da Bora-Hansgrohe.

Já neste domingo, em Istambul, no último dia, outra queda acabou tirando Jordi Simón do top15 da prova. Flávio Santos e Roberto Silva tentavam levar o companheiro para frente do pelotão, quando acabaram se envolvendo em queda a cerca de 2 km para o final. Mesmo com a queda, Simón terminou como melhor ciclista da Funvic na 13ª colocação, a 16min16 do italiano Diego Ulissi, campeão geral.

“Foi uma corrida muito complicada para nós. Várias quedas, duas bicicletas com quadros quebrados, mas graças a Deus, sem nenhum ferimento mais grave em nossos atletas. É claro que se não houve as quedas talvez pudéssemos ter melhorado nossos resultados em alguma das etapas ou até na geral, mas isso faz parte do esporte e agora é seguir trabalhando para os próximos desafios”, disse o diretor da Funvic.

A Funvic sofreu com as quedas, mas também colheu ótimos frutos nesta prova World Tour. Com boas escapadas, como a de Flávio Santos no primeiro dia e de Murilo Affonso na segunda etapa, a equipe foi mostrando ao longo dos dias que era capaz de fazer uma boa participação na competição. Em outros momentos se mostrou atuante e puxou o pelotão, fazendo um ótimo trabalho e se mostrando para o mundo através dos canais de TV que transmitiam ‘ao vivo’ a prova.

Na etapa rainha, o grupo fez um trabalho brilhante e deixou Jordi Simón em um ótimo lugar para a escalada final, onde o espanhol terminou em 16º lugar. “Foram bons momentos, conquistados com empenho, dedicação e trabalho duro envolvendo nossos atletas e comissão técnica”, afirma Benedito Tadeu Júnior.

Outro fato a ser destacado nesta participação da Funvic foi a chance dada aos jovens Raphael Pires, Victor Ranghetti e Lincoln Silva. Dos três, Lincoln Silva terminou a prova neste domingo e, junto com os outros dois companheiros, mostrou que o investimento em novas promessas do esporte podem dar frutos rapidamente, fato destacado pelo diretor da equipe.

“Para você ver, trouxemos três jovens para uma prova World Tour. É uma grande oportunidade para eles vivenciarem o ciclismo e ganhar experiência. O resultado é o que menos importa neste momento, nosso objetivo é prepará-los para que possam mostrar todo o seu potencial daqui alguns anos”, finaliza.

Entre quedas, fugas e oportunidades, a Funvic mostrou bons resultados e, findado o Tour da Turquia, regressa ao Brasil para descansar e depois seguir pensando nos próximos desafios deste final de temporada.

Jordi durante a etapa rainha do TUR 2017 TEXXTOO

Fotos: Luis Claudio Antunes/Bike76

Copyright © 2015 - Faculdade de Pindamonhangaba